Vinhos do Minho

Terra do Vinho Verde

Minho - província histórica de Portugal, cujo nome tem origem no Rio Minho, rio espanhol (em espanhol, Miño) que nasce na Serra de Meira, em Lugo, na Galícia. Dos seus 340 km de comprimento, apenas os últimos 75 km são compartilhados com Portugal, servindo de fronteira natural com a Galícia (Espanha), desde o município de Melgaço até sua foz, em Caminha (do lado português) e A Guarda (lado espanhol).


Terra do típico Vinho Verde

As terras do Minho ocupam uma área de 4.838 km² (ou seja, o Minho é menor do que o Distrito Federal, onde está situada a capital do Brasil, Brasília, o qual tem uma área de 5.802 km²). Deste território, as vinhas ocupam uma área de 34.000 hectares.
Ver também: os principais concelhos (municípios) produtores de vinho verde

Guia de Portugal
Vinho Verde do Minho © /Ilustração



Neste pequeno território, de leste a oeste, a maior distância não passa dos 100 km. De norte a sul, pouco mais de 80 km. Mas, nestas terras os visitantes descobrirão uma grande variedade de paisagens. O que leva muitos a afirmarem que é uma das mais belas regiões de Portugal.


"O Minho! Jardim de Portugal", conforme relata José Augusto Vieira em seu famoso livro e obra de referência O Minho Pitoresco (1886-1887) [1] é dos que destacam estas paisagens tranquilas e aconchegantes, com aldeias e vilas pacatas onde a vida e o tempo parecem ter parado.

Estas paisagens levam alguns, inclusive, a atribuir-lhes a origem do nome vinho verde.


Origem do nome Vinho Verde

Outra explicação para a origem do nome vinho verde é relativa às características do próprio vinho: um "vinho tipicamente acidulado, leve, medianamente alcoólico e de ótimas propriedades digestivas" [1]. Seja como for, este é um vinho tipicamente português. Durante muito tempo, inclusive, foi praticamente um sinônimo para vinho português. Consumido sobretudo por seu sabor e frescor.





Vinhos diferentes

Apesar de serem de um mesmo terroir, há fortes diferenças entre os vinhos verdes. As diversas castas (Alvarinho, Loureiro, Trajadura, Avesso, Arinto - que aqui se chama Pedernã - e Azal) empregadas produzem vinhos secos bastante encorpados ou, em outro terroir, mais suaves e perfumados.


Vinhos tintos e rosados

O Minho já produziu essencialmente vinhos tintos antes de apostar majoritariamente nos vinhos verdes. Entretanto, atualmente, o vinho tinto produzido é destinado sobretudo ao consumo local. Acomapnha as deliciosas especialidades da cozinha minhota. A produção do vinho rosado ainda é menos importante.

Guia do Minho

Minho Quick Tour

O Melhor do Minho

O Melhor do Minho em alguns cliques

Estudar no Minho

O Minho para estudantes.



Guia de Portugal

Notícias do Minho: jornais

Gastronomia

A Cozinha do Minho em alguns cliques

+ Minho

Guia Completo de + Minho

Tecnologia em Top de Portugal