Vinho do Porto

Douro Vinhateiro

Douro Litoral, Alto Douro, Douro Superior
O Douro Vinhateiro (ou Região Vinhática do Alto Douro), classificado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, é o terroir de origem do Vinho do Porto.

Sua longa história data da ocupação Romana na Península Ibérica, há 2.000 anos. Entretanto, só começou a ficar conhecido a partir do século 16, quando se tem notícia de que as vinhas já faziam parte da paisagem nos arredores de Lamego, nas colinas voltadas para o Douro.


Guia de Portugal
Vinho do Porto © / Internet, ilustração


Vinho de Cheiro de Lamego

Dotado de forte aroma natural, o vinho ali passou a ser conhecido como Vinho de Cheiro de Lamego, região onde era produzido.
No século 17, sua fama já era conhecida da Inglaterra aos Países Baixos. Os vinhos começaram a ser conhecidos como de Riba-Douro.

Mais famoso vinho de Portugal, o Vinho do Porto, é um vinho licoroso produzido exclusivamente na Região Demarcada do Douro (RDD), no norte do país, sob condições naturais e de fabricação que lhe são próprias.


A Tradição do Porto

Seu processo de fabricação segue três fases: 1) a fermentação do mosto é parada, sendo então acrescentado aguardente vínica ao vinho. 2) Em seguida, é feita a lotação, isto é, a "elaboração de um lote através da mistura de dois ou mais vinhos" [1]. 3) Finalmente, o longo processo de envelhecimento do vinho, na garrafa ou em barricas de madeira, que pode levar várias décadas, segundo o tipo de vinho. O teor alcólico do Vinho do Porto é bastante elevado, e varia entre 19 e os 22% do volume.


Guia de Portugal
Paisagem do Rio Douro em Mesão Frio Baixo Corgo © Google Earth Pro



Variedade de Sabores e Cores

Este famoso vinho licoroso é produzido exclusivamente na Região Demarcada do Douro, no norte do país, seguindo condições naturais e de fabricação que lhe são peculiares. Mais famoso e mais conhecido vinho de Portugal, o Vinho do Porto surpreende pela diversidade de sabores, aromas, cores e doçuras.


Ruby ou Tawny?

Quanto ao envelhecimento, o Vinho do Porto pode ser Estilo Ruby (Ruby, Reserva, Late Bottled Vintage (LBV) e Vintage) ou Estilo Tawny (Tawny, Tawny Reserva, Tawny + idade). Este último pode ser envelhecido durante 10 anos, o Tawny 10, ou mais, podendo chegar até o Tawny 40 anos)..


Doce ou Extra seco?

Em termos de doçura, a paleta do Vinho do Porto vai de muito doce, a doce, meio-seco, ou extra seco.


Guia de Portugal
Vinho do Porto © Ari Oliveira ilustração



Quando servir o Vinho do Porto

O Vinho do Porto é muito usado como aperitivo, sobretudo em Portugal. Servido na sua (pequena) taça característica, entretanto, cai bem em diversas ocasiões, podendo acompanhar bem sobremesas ou usado como digestivo. Como é um vinho variado, sendo geralmente tinto ou branco, o Vinho do Porto pode ser apreciado em diversas ocasiões, de encontros em família, informais ou formais e de negócios. Pode, inclusive, ser oferecido como um ótimo presente, para os apreciadores de vinhos.