Guia de Vinhos

Os vinhos portugueses, produtos emblemáticos do país, são também seus principais embaixadores. Tintos, rosés, brancos, licorosos. Alguns são inconfundivelmente associados à imagem do país. Douro, Vinho do Porto, Vinho Verde, Moscatel de Setúbal, Vinho da Madeira, Dão, ...

Guia de Portugal

Vinhos de Portugal © Images Of Portugal


Vinhos de Portugal

Quando se fala de vinhos de Portugal, o primeiro nome que, merecidamente, nos vem à mente é o do Vinho do Porto. Mas a lista dos vinhos produzidos no país é bastante longa. Felizmente. Já que são diversas as preferências.

Vinho do Porto

Este famoso vinho licoroso é produzido exclusivamente na Região Demarcada do Douro, no norte do país, seguindo condições naturais e de fabricação que lhe são peculiares. Mais famoso e mais conhecido vinho de Portugal, o Vinho do Porto surpreende pela diversidade de sabores, aromas, cores e doçuras.
Quanto ao envelhecimento, o Vinho do Porto pode ser Estilo Ruby (Ruby, Reserva, Late Bottled Vintage (LBV) e Vintage) ou Estilo Tawny (Tawny, Tawny Reserva, Tawny + idade, podendo chegar até 40 anos). Ver continuação.

Vinho Verde

Outro vinho famoso, verdadeiro ícone do país, o Vinho Verde, é produzido nas terras do Minho, noroeste de Portugal, entre os Rios Minho e Douro. Tradicionalmente, aqui, muitas videiras crescem trepadas nas árvores, nas bordas dos campos. As castas mais utilizadas são locais, como Alvarinho e Arinto (brancos) e Vinhão e Espadeiro (tintos). Ver continuação

Vinho Madeira

Vinho de grande prestígio no mundo todo, o licoroso Vinho da Madeira (ou simplesmente Vinho Madeira) cruzou mares já desde a época dos Descobrimentos. Além de muita história, o prestígio do Madeira perdura até os dias atuais. Ver continuação

Bairrada, Bucelas, Carcavelos, Palmela...

Mas Portugal tem muito mais vinhos a descobrir! São 30 vinhos classificados com DOP - (Denominação de Origem Protegida). Ou seja, uma bela paleta de sabores e buquês. Ver mais: Outros Vinhos.

Classificação dos Vinhos

1. Os vinhos portugueses são classificados segundo as seguintes apelações:
• DOC - Denominação de Origem Controlada (classificação tradicional) e
• DOP - Denominação de Origem Protegida (classificação europeia)

2. Além destas, as regionais vitivinícolas em Portugal, ao número de 14, correspondem a uma apelação por região, chamada Vinho Regional (VR). Apesar de seguirem normas específicas para obterem esta denominação na etiqueta, os Vinhos Regionais seguem normas menos rígidas do que os vinhos da categoria DOC/DOP. A nível europeu, estes vinhos regionais são classificados como IG (Indicação Geográfica) ou IGP (Indicação Geográfica Protegida).

3. Enfim, os vinhos classificados como Vinho de Mesa. Estes são os vinhos mais simples e que não seguem nem as normas que regem os Vinhos Regionais nem os do tipo DOC.

Certificação dos Vinhos

Os Vinhos portugueses são oficialmente certificados por Comissões regionais certificadoras. Ver lista completa aqui.